Redes 10 Considerado o melhor evento sobre o uso de redes sociais e tecnologias por órgãos públicos. Participe

Depoimento da Oradora da turma Fabiana Reis

Por Fabiana Reis (PRF), em 21/12/2020

Boa tarde, colegas, hubgovers, facilitadores e por que não chamá-los de inovadores. É com entusiasmo que chegamos a este dia. Iniciamos nossa jornada em setembro, cheios de expectativas e curiosidades, hoje estamos concluindo nosso primeiro programa de inovação.

Imagem capturada da tela durante evento de apresentação dos projetos

Entre encontros remotos e presenciais, vivemos as restrições impostas pelo distanciamento social. 2020 foi um ano desafiador e parafraseando McLuhan, não podíamos resolver problemas novos com ferramentas velhas.

Aprendemos design thinking, storytelling, construímos perfis, mas além das técnicas olhamos para o outro com empatia, querendo conhecer suas dores, praticamos comunicação não-violenta, mostramos nossas vulnerabilidades. Por isso, este programa foi tão assertivo, tão encaixado no tempo e no espaço.

Durante o programa, imersos, começamos a nos perguntar o porquê. À medida que as ideias surgiam, agrupamos e reduzimos as opções. Focamos na gestão da mudança. Tangibilizamos e testamos. Hoje, após três meses de trabalho, apresentamos cinco propostas inovadoras.

“Inovar não é uma tarefa simples e o tempo é fundamental para transformar boas ideias em resultado. Também é sabido que ideias surgem a todo momento e descobrir quais são realmente boas com uma abordagem prática e consistente é um dos grandes desafios de quem deseja inovar.”

KIT DE FERRAMENTAS – ENAP

Para que o ciclo da inovação continue; Identificando problemas, gerando ideias, desenvolvendo propostas, implementando e avaliando projetos, disseminando aprendizados precisamos da atuação em rede. E se o ponto inicial para inovar é o questionamento, terminaremos com uma pergunta: Como podemos fortalecer a rede de inovação na PRF?

Sabemos que a inovação prospera em grandes redes. Assim, o modelo de gestão implementado pela PRF favorece a inovação já que, em essência, o conceito de governança promove a integração, elemento necessário às redes. A governança multinível permite a liberdade de criação e inovação dentro de princípios legais e estratégicos do bem comum.

Dessa forma, meus amigos, como num quebra-cabeça em que cada um tem uma peça, vamos nos reunir para montá-lo. Trabalharemos para sairmos do conflito e da competição para o mundo da coalizão e colaboração. Haverá momentos de colapso e caos, mas também de ordem e controle.

Faremos as mais belas perguntas: Por quê? E se? Como? umas tantas vezes. Criaremos escolhas, tomaremos decisões.

A PRF que viveremos em 2028, ano do seu centenário, certamente será fruto dos valores que estamos entregando hoje: pessoas e processos formando um duplo diamante em força e beleza. Estamos juntos nesta jornada apaixonante de resolução de problemas e de aprendizagem.

Vimos o quanto podemos fazer juntos. Nosso time é forte. Desejo que cada um de nós nos enxerguemos como nós fortes nessa rede transformadora e que juntos possamos fortalecer a inovação na PRF.

Depoimento de Fabiana Reis (PRF), publicado aqui com autorização.

HubGov PRF

Por WeGov

Somos um espaço de aprendizado para fazer acontecer a inovação no setor público.

O Programa HubGov é o carro-chefe da WeGov. De forma simples e objetiva, o programa é destinado às instituições que querem propor soluções inovadoras e criativas a desafios institucionais complexos. Tudo isso pensado de maneira colaborativa e feito em co-produção com os servidores públicos da instituição. 

Em 2019 o HubGov completou 2 anos. Desde o começo, já foram formados 456 HubGovers (como gostamos de chamar os participantes do programa), 81 times de servidores públicos e 43 instituições. 

As modalidades foram InCompany – em que fizemos  com a Justiça Federal de Santa Catarina, Justiça Federal do Espírito Santo e Tribunal de Contas do Espírito Santo – e MultiCompany – com 14 instituições em Santa Catarina em 2017, 25 instituições em 2018 entre São Paulo, Santa Catarina, Goiás e Brasília. 
E, para fecharmos 2019 com chave de ouro, encerramos a 9ª e maior edição do HubGov até hoje: A Jornada da Inovação – Método HubGov com Senado Federal e ENAP.

A proposta foi ousada. Para Ilana Trombka, diretora-geral do Senado:

”Um dos desafios desta gestão é incorporar essa prática [inovação] à cultura da Casa, de modo a propiciar um serviço cada vez melhor aos que aqui trabalham e à comunidade”.

Ilana Trombka

Usualmente, no HubGov formamos times que imergem em um desafio real da instituição e, ao longo de uma trilha de aprendizado, prototipam uma proposta de solução a esses desafios. Para escalarmos ainda mais o impacto do programa, formamos duas grandes turmas – sendo a primeira com 10 times interinstitucionais (8 do Senado Federal e 2 do Ministério da Economia) e a segunda com 10 times do Senado Federal.

Além dos HubGovers, também realizamos uma trilha em paralelo voltada para formação de mentores. Os mentores foram os responsáveis por acompanharem os times durante todo o ano de 2019. Para tal, todos passaram por uma trilha de aprendizado diferente dos participantes da Jornada, mais focada em sua formação como facilitadores e multiplicadores de projetos de inovação.

”A Jornada nos mostra que o setor público está se reinventando, buscando soluções para os desafios e criando práticas que alegram o coração de nós servidores e nos propicia o aprendizado, a colaboração e a ação, pois temos uma missão: servir o cidadão com excelência! Imbuídos desse propósito, agradeço muito aos visionários que tiveram a ideia e os que apoiam, pois inovar é preciso!”

Fernanda Camargo – Mentora na Jornada da Inovação – Método HubGov

Para condução das atividades contamos com uma parceria estratégica do Núcleo de Apoio à Inovação (Nainova) do Senado Federal, que, nas palavras da Diretora-Geral, deve atuar ”como um catalizador de competências e de novas soluções para velhos problemas”. 

Ao longo de quase 1 ano de Jornada, enfrentamos diversos desafios que foram desde às áreas administrativas da casa até atividades parlamentares. Os grupos se engajaram ativamente, propondo ideias e dando o melhor para entregar ótimos resultados à instituição.

E nós não poderíamos ter sido mais exitosos. Do final da Jornada, resultamos em 18 propostas de solução inovadoras para o Senado Federal, sendo destas 2 que já foram implementadas, 5 com projetos prontos para implementação e 8 em fase de testes de protótipo.

E como todo bom projeto, não poderíamos deixar de agradecer aos grandes parceiros que somaram esforços com a WeGov para entregar o melhor resultado possível: à Diretoria-Geral do Senado Federal, representados por Ilana Trombka e Márcio Tancredi, que acreditaram – e acreditam – que a inovação deve ser um recurso indispensável à gestão pública eficiente. Ao Nainova, que se entregou completamente ao projeto e deu todo o apoio aos participantes. À ENAP por ter viabilizado o programa e por ter sido uma incentivadora da inovação.

Mas nosso agradecimento mais especial é para eles: os 162 servidores públicos que se desafiaram por completo e que abriram suas mentes a uma nova forma de enxergar o trabalho público. 

Como sempre, o HubGov não acaba quando termina. E com a Jornada da Inovação, isso não será diferente. As atividades encerraram, mas os bons projetos devem seguir para que possamos transformar, de forma transparente e verdadeira, a realidade do setor público brasileiro. 

Por Ana Camerano

Ana é formada em Relações Internacionais pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Trabalhou no 3º setor como diretora de projetos sociais na cidade de Florianópolis. Tem experiência de voluntariado e estágio em países da América Latina e acredita que temos muito a aprender com os nossos vizinhos. Responsável por parcerias e relacionamento com o cliente, encontrou na WeGov uma maneira de impactar positivamente a sociedade através da co-produção e colaboração no setor público.